Tag: propósito da vida

3 razões porque deves apostar no surf em 2017

Provavelmente a maioria não tem o surf como prioridade na lista de resoluções de 2017, mas gostava que me acompanhassem até ao fim. Os benefícios do surf a longo prazo deixam-nos tão mais felizes…

Quando me propus a criar este espaço de partilha de coisas sobre a vida ligada ao mar, tive como propósito incentivar qualquer pessoa a descobrir o que as faz feliz. A mim, indubitavelmente, é o mar. A sincronicidade dos benefícios psíquicos e físicos é mais do que evidente. Não queria estar longe das ondas, da areia, da maresia, e para isso, precisava de encontrar algo que me fizesse estar mais tempo no palco principal da minha vida. É aqui que entra o surf. Ao longo destes últimos tempos em que tenho dedicado com mais seriedade ao surf, descobri que tive muito mais a ganhar do que simplesmente apanhar ondas.

Benefícios Físicos: é um desporto muito completo. Nunca tive costas, ombros e braços definidos. Com tempo, a musculatura foi-se desenvolvendo, tenho uma postura mais direita, além de me poupar idas ao ginásio. O trabalho cardiovascular é intenso, queimamos muitas calorias, e trabalhamos os músculos todos do corpo – é que o equilíbrio na prancha pede, além de braços, força de core e pernas.

Benefícios Psicológicos: no outside oiço muitas vezes, “está tudo na tua cabeça”. E está. Quanta vez, por pensar demais, erro na escolha da onda, na postura que coloco, deixo peso a mais a frente, peso a mais atrás. Quando liberto a mente, quando não coloco pressão no pensamento, tudo flui com naturalidade. Depois, ao estar somente no mar, sentada na prancha, não tenho tempo para pensar nos afazeres do dia-a-dia, dos problemas que nos assolam. Ali, aqui e agora, sou livre. Dos poucos lugares onde a mente limpa sem grande esforço e tudo se relativiza.

Benefícios Emocionais: eu sei, estou sempre a sorrir, mas deviam-me ver depois de apanhar uma onda. Um sorriso rasgado de orelha a orelha. Aquele conceito da adrenalina dos corredores, no surf também sentimos. Libertamos endorfina, estamos mais leves, mais felizes. Além disso, a sensação de superar o meu medo faz-me sentir capaz de conquistar o mundo.

Estamos de portas abertas para 2017. O que quer que tenha sido este ano, estamos sempre a tempo de ser felizes. Com o surf à mistura, ainda melhor.

Maré Alta. Maré Baixa

Tudo influencia. O mar sobe e desce todos os dias em circuitos cronometrados, perfeitos. O mar leva e devolve. Devolve e volta a levar. Uma limpeza daquilo que não lhe pertence, não se encaixa.

A vida é assim mesmo. Vamos enchendo e vazando, dando e levando. Tal e qual o mar. Dizem-me muitas vezes que sou uma pessoa corajosa, cheia de força. Não sou. Tento, antes, todos os dias, aproveitar o melhor de cada maré. Talvez seja mais chica esperta do que corajosa; talvez saiba relativizar muitos assuntos e dar apenas importância ao que tem importância. Mas é uma contínua aprendizagem. E não é a vida mesmo assim, um ensinamento constante?

Foi por pesquisar pensamentos idênticos, formas de estar assim simples que dei pela Lokai. Faz um ano que está comigo e relembra-te todos os dias da sua mensagem.

A Lokai é uma pulseira com pequenas esferas e dá vida a um círculo fechado. A vida é assim mesmo, redonda, redondinha. Fechada neste circuito de fases, de sobe e desce. Cada uma das esferas, transparente, é então uma fase da vida. Depois entra em cena uma esfera preta que contém lama do Mar Morto, a parte mais profunda da terra; e na ponta oposta a esfera branca com água do ponto mais alto da terra, o Evereste.

A mensagem só poderia ser esta.

Quando tiveres num momento baixo da tua vida, mantém-te com esperança. Quando tiveres num momento alto da tua vida, mantém-te humilde.

Trabalhar a mente faz parte do cardápio de uma vida saudável. Celebremos hoje a vida e sejamos gratos pelo que temos. É quanto basta para manter um espírito corajoso, forte como me dizem ter.

Palavra de sal. www.mylokai.com