Etiqueta: dieta

#honestlyfit: episódio um

Se há coisa à qual me posso agarrar com força de vontade é à atividade física. Desde que me lembro, gosto de me desafiar. Não sou nenhuma atleta de alta competição, mas gosto de me sentir com energia física, mental e emocional e a prática desportiva abre portas a todas essas oportunidades. Eis o começo da minha jornada #honestlyfit.

Há cerca de um mês que comecei a fazer uma dieta conhecida em inglês por If It Fits Your macros (IFYM), a dieta flexível. A pergunta que se segue é óbvia. Dieta, porquê dieta? Sinceramente não devia ser esta a palavra a usar. Para mim dieta significa privação de algum macronutriente essencial como os hidratos de carbono, e por mais que já tenha experimentado diferentes abordagens para perder peso, ficar em forma, queimar aquela gordurinha extra, ter de cortar em alimentos é um sacrifício que não vale a pena o resultado. A perda de peso é sim rápida mas, a longo-prazo, insustentável.

A dieta flexível chegou através da Mariana Passos – @marianasteps no Instagram. Já tinha reparado na transformação física dos últimos meses, mas como acompanho o dia a dia dela, era mais do que natural estar cada vez mais atlética devido à intensidade dos treinos e corridas que encaixa na sua vida. Até que revelou num post que por detrás daquele desporto todo está também a forma como se alimenta – a dieta flexível. E foi isto que motivou a procurar refinar a minha alimentação, adaptá-la à minha rotina, aos meus treinos, aos meus objectivos. De me sentir uma super mulher 24h por dia. Como foco, persistência isto vai lá.

Hoje posso dizer que obviamente que não estou nem vou ser miúda Victoria Secret, mas noto que tenho muito mais resistência nos meus treinos e isto leva-me ao princípio da história. Se há coisa à qual me posso agarrar com força de vontade é a atividade física. Aliada a uma alimentação variada, completa, consciente sei que estou no caminho certo para remar e surfar mais determinada em dezembro (a propósito, estou quase de regresso a casa para o Natal).

Aposto que paira uma curiosidade sobre a dieta flexível no ar. Deixo o tema para o próximo episódio de #honestlyfit, a ideia é que sigam o meu percurso aqui e no Instagram e que se motivem também a seguir uma vida honestamente saudável. Vamos a isso?

#honestlyfit é o meu compromisso de viver uma vida longa, saudável, ligada à alimentação consciente, ao exercício físico, ao surf e ao yoga, elementos do meu dia-a-dia que me fazem viver feliz.

5 pilares de Dorian Paskowitz para uma vida cheia de saúde e surf

Quando ganhamos admiração por alguém e ficamos com o vazio de nunca poder conhecer, conviver com essa mesma pessoa, é o que sinto, depois de aprender um pouco sobre a vida de Dorian ‘Doc Paskowitz no documentário Surfwise. Um surfista, médico judeu, que abandonou as convicções de uma vida estandardizada para criar uma família de 9 filhos numa velha carinha e muito surf. O meu objetivo não é convencer ninguém a fazer o mesmo, quero antes passar as mensagens vitais de Dorian, o homem que levou o surf até Israel e colocou a saúde em sintonia com o mar.

Para Doc, o surf estava intimamente ligado à saúde, ao viver bem, com longevidade. No livro “Surfing and Health” fala sobre cinco pilares que fazem isso acontecer: dieta, exercício, descanso, lazer, e atitudes da mente. Admirei-o pela franqueza com a qual interpretou a vida, a humildade de não querer ser uma ovelha no rebanho, e destreza de perceber que numa vida ligada ao mar facilmente se atingem os cinco pilares, logo a longevidade. Doc faleceu a 14 de novembro de 2014 com 93 anos, apesar de todas as mazelas que o envelhecimento traz, acreditava que a “saúde é a presença de um estado de bem-estar superior, um vigor, uma vitalidade, uma energia (garra) para a qual tens de trabalhar todos os dias da tua vida,” (tens trabalhado para isso?).

#Dieta

A alimentação importa a todos, não apenas a atletas de alta competição. Esta palavra significa que sabemos fazer escolhas conscientes para o nosso corpo e sentir a plena energia proveniente dos ingredientes naturais. Neste sentido, um pouco extremista talvez, Doc dizia que não queria fazer nada que fosse diferente do comportamento dos nossos primatas. Se comem maçã sem casca, nós também vamos tirar a casca.

#Exercício

Nunca na vida seremos completamente saudáveis se mantivermos o exercício físico longe da vista, longe dos músculos. Doc levava os filhos a surfar todos os dias. Caminhar igualmente todos os dias 10km, correr, praticar alguma atividade que nos dê prazer faz com tenhamos força de vontade, coragem, audácia e consequentemente, mais saúde. Para Doc, o surf é o desporto que devolve a vida ao corpo. Eu, subscrevo, atentamente.

#Descanso

Dormir é tão importante quanto beber água. Desligar o motor e entrar em descanso profundo para recuperar as células do nosso dia desgastante (isto porque quase ninguém larga a vida que tem para andar de caravana à procura da melhor onda, se sim, dá-me coragem para o fazer). Dormir 8 horas por dia. Dormir bem. Todos os dias.

#Lazer

O que é a vida sem prazer, sem nunca fazermos aquilo de que gostamos? Ler, escrever, praticar yoga, jantar com amigos, passar bons momentos seja no que for. Vivenciar uma experiência que nos dê prazer deixa-nos mais felizes, relaxados, menos propensos a pensamentos negativos e isso traz saúde, vitalidade. E cereja no topo do bolo, incluir gargalhadas vindas da alma.

#Atitudes da mente

A sabedoria vem da intenção, da experiência e de encontrar coragem. E tudo isto permite uma vida mais positiva, resiliente. Doc viveu até aos 93 anos com problemas de saúde crónicos – asma e artrite – ainda assim, o surf susteve-o durante todos os seus dias. Ali encontrou no pensamento positivo e forte, a forma de contornar os problemas, chutando para canto o que não interessava.

Quem me acompanha desde o início do Mar de Sal, sabe que tenho vindo a trabalhar esta transformação em mim – a de me tornar mais saudável. Procuro continuamente inspirar-me em indivíduos únicos como Dorian Paskowitz; procuro acordar todos os dias grata pela oportunidade do dia, de enxotar os pensamentos negativos, de recusar açúcar e outros alimentos não naturais, de encontrar um desporto (na ausência do meu surf) que me deixe feliz, cheia de vitalidade, de descobrir sempre a melhor forma de viver eternamente aqui e agora.

E tu alinhas a fazer o mesmo?

Health is a presence of a superior state of wellbeing, a vigor, a vitality, a pizzazz you have to work for every single day of your life.