O que apenas um apaixonado por mar consegue perceber

Photo by Jeremy Bishop on Unsplash

Para algumas pessoas praia é sinónimo de verão. Dias de sol escaldantes, noites de festa na areia, peixe fresco e bebidas veraneantes à mistura. Peles bronzeadas e o sacudir da areia ao final do dia para regressar ao hotel ou onde estiverem hospedados. Apenas uns dias do ano em que se dedicam à vida de praia, de lazer.

Mas para quem, como eu, se habituou a ver o mar todos os dias ao fundo da rua, a entrar nele faça frio ou faça sol, torna-se estranho ou mesmo difícil entender esta paixão imensa azul que nos corre nas veias. O que apenas um apaixonado por mar percebe…

  1. A praia não é apenas verão. Significa mergulhar de corpo e alma inverno ou verão, seja para surfar, dar uma caminhada, respirar ar fresco. Tão vital quanto isto.
  2. Há um orgulho irradiante nas pessoas que vivem perto do mar, inconsciente. É que corre um sorriso de dentro quando dizemos onde vivemos. No fundo da minha rua vejo o mar…
  3. As soluções dos nossos problemas dissolvem-se na rebentação das ondas. O mar tem um efeito tranquilizante na nossa mente. Sentar na praia uns minutos por dia, com os pés na areia, e a ouvir o mar, significa encontrar respostas.
  4. A comida tem mais sabor quando se vive perto do mar. Vai uma aposta? Dizem que é do sal, do mar, do sol, da boa energia. Tudo sabe melhor.
  5. Nunca se perde aquele encantamento inocente quando se regressa ao mar. É como se o víssemos sempre pela primeira vez.
  6. Um verdadeiro apaixonado por mar não compreende os não gostam de mar. Não se percebe, mesmo. É que não dá mesmo para perceber… Sério.
  7. Não nos imaginamos viver longe do mar. E mesmo que se viva, será por uns tempos. Filhos de marés regressam sempre à sua praia.
  8. 80% das nossas roupas são para a praia. É uma moda que não passa de moda, digamos.
  9. Não nos importamos de trazer a areia connosco para o carro, casa, sapatos… Há sempre areia presente. Faz parte da mobília.
  10. Planear viagens inclui sempre presença de mar. É complicado ficar em “terra” apenas.
  11. Respeitamos o poder do mar. Deixamos as praias limpas, não desafiamos o mar considerando-nos inatingíveis. O mar é bom, mas não descuramos do seu poder.
  12. Nada nos deixa mais felizes do que um mergulho no mar.

Portanto, se és apaixonado pelo mar tudo isto faz sentido. Se não faz, é porque não és. Simples assim.