Tag: espiritualidade

No meu mar a minha espiritualidade

Lembro-me de ser miúda e questionar incansavelmente os mais velhos sobre o Mundo de Sofia, pela vida em geral. Isto da religião, da fé, da vida depois da morte. Recordo-me com franqueza das respostas sábias de que um dia iria encontrar solução para as minhas dúvidas existenciais. Tudo leva o seu tempo, mas nada fica sem resposta, nem mesmo a própria espiritualidade.

Esta tão boa e feliz sensação de flutuar é o que mais se assemelha, para mim, à fé. Sabe mesmo bem, sem muito bem conseguir explicar por palavras, a verdadeira sensação. O soltar, deixar ir,  é a minha fé. Mas até encontrar o meu lado de poder interior, vaguei pela religião católica, silenciei-me nas mesquitas no Dubai, enveredei por livros de auto ajuda e mestres budistas. Namaste tornou-se na palavra gentil praticada obrigatoriamente no meu dia a dia; Amén o respeito profundo por um Deus omnipresente, mas a minha espiritualidade, essa no seu estado mais puro, advém do mar. Aqui reina a força de Adamastor e a compaixão de Iemanjá. É ali que a minha força ali se sustenta, protegida pelos rochedos e milhões grãos de areia a levar o que não importa e a trazer o que preciso. É no mar que retempero a minha energia, nas ondas descubro a minha felicidade. É na partilha deste maravilhoso mundo que sinto a minha fé.

Com isto quero apenas salientar quão importante é, para cada um de nós, descobrir a sua espiritualidade, força motriz, capacidade de superação. Não precisamos de nos cingir ao que nos ensinaram, somos livres de encontrar em qualquer forma ou sentido, a chama interior que nos sustenta. Ainda que para alguns deus esteja morto, o que vive dentro de nós e se o permitirmos, é mar. Vai e vem, traz e leva, e intenso se mantém.