Tag: bkini

Quando a tua história é a do teu b.kini

Alegra-te, o verão está a chegar. Este é o meu pensamento em loop sempre que vejo biquínis. Há quem tenha paixão por sapatos, relógios ou colecione selos. A minha praia são os biquínis. Mas têm de ser especiais. Tem de ser o b.kini.

Foi nisso que Margarida Egea e Ana Silveira pensaram quando se lançaram no mundo das lycras em 2012. Trazer frescura, originalidade. Estavam cansadas das cópias em massa dos biquínis brasileiros e colombianos que os navios nos faziam chegar. E com razão. Assim nasceu a b.kini. Para todas as mulheres. Reais. Com a única exceção de quererem ser diferentes na praia para poderem contar uma história. Não a do seu corpo, mas antes a que combina com peça de lycra com que desfilam na areia.

Margarida e a Ana sentiram na pele aquilo que muitas sentimos antes de cada verão: falta de originalidade nos biquínis. São todos iguais. Mesmo corte, mesmo padrão. Era preciso nascer uma marca que trouxesse a exclusividade para se poder mergulhar com pinta. Dos oito aos oitenta, independentemente da nossa forma. Eis a b.kini.

Ser diferente na b.kini significa usar um biquíni cujo padrão é pensado e estampado pela Margarida e a Silvana Querido, que entrou nesta história dos biquínis 100% portugueses mais tarde. “Vestir um b.kini é tão importante como chegar a um casamento e vermos alguém com o mesmo vestido que o nosso. Na praia não nos podemos camuflar e não devemos. Comprar um b.kini é tão pessoal, queremos que seja só nosso, criado quase para nós”, explica Silvana.

Por isso não é de espantar chegar à b.kini e encontrar uma rotatividade de modelos e padrões. “Visto que a marca assenta na diferença, na mistura de padrões e nas combinações irreverentes, o que encontram na b.kini é uma oferta de modelos e padrões que é sempre diferente a cada 15 dias.”

Dito isto, temos de estar sempre atentas à b.kini, em particular HOJE que sai a nova colecção. A inspiração para este verão chega do deserto quente de Marraquexe, que dança entre exóticos padrões e combinações inspirados nas jóias, azulejos, especiarias, e cores quentes de Marrocos.

Apesar de a venda ser online (no Facebook, o site está para breve), a modalidade de trocas e devoluções funciona muito bem. Para as mais céticas, há o showroom em Lisboa para ver ao vivo o futuro kini, b.kini.

b.kini ≈ Facebook ≈ InstagramPinterest ≈